Tuesday, March 28, 2006

Foi assim!


"são três para dois,o Benfica pode marcar e resolver o jogo, a bola vai para Simão, Simão, Simão, Flanco direito, apoio de Beto, beto vai chutar, Miccoli vai bater..vai bater...está la dentro...está la dentro...GOOOOOOOOOOOOOLOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO! E do BENFICA!! MI-MI-MICCOLI MI-MI-MICCOLI!!"


Palavras de Helder Conduto, rádio TSF, 8 de março de 2006




Espero que hoje a história se repita, e o Benfica vença!


Boa noite, Boa Sorte

Labels:

Monday, March 27, 2006

Rescaldo



Cá tenho eu mais uma vez negar tudo o que o John diz, mas tem mesmo que ser.

Primeiramente, não acho que estivesse pouca gente para um Académica - Porto. Acho simplesmente que estava pouca gente para a Académica. É sabido que o Porto não tem tanta gente como os clubes da 2ª circular.
Depois, não acho que o jogo tenha sido assim tão fraquinho, nem que o Porto tenha jogado pouco para sere campeão. Há quem ainda não tenha percebido que o Benfica joga ainda menos que aquilo! A Académica estava, pois, bem organizada, levando os dragões a não terem grande margem de manobra na área académica. Nelo Vingada, desta vez, acertou com as posições dos jogadores e encaixou bem o adversário. O que se passou foi que, com a lesão do Zé Castro e, sem haver mais defesas centrais, teve que se recorrer a um jogador de recurso (passo o pleonasmo). Essa recorrência é que foi, a meu ver, mal feita! É um erro brutal pôr o Paulo Adriano a central, visto que ele é baixo e lento, e teve que marcar durante a segunda parte o Hugo Almeida que, chamem-lhe o que chamarem, é grande e rápido. A meu ver, Gelson era o jogador indicado para esta posição. É alto, rápido e razoável de cabeça. Já que falamos em Gelson, permitam-me referir que ele ontem não jogou com missão ofensiva, mas sim defensiva. E não fez um mau trabalho, apesar das suas limitações de carácter... limitativo.
Mais: Joeano é, sem dúvida, um dos melhores avançados do campeonato! Ele não tem culpa que não lhe chegue jogo mas, mesmo assim, vai buscá-lo. Tem técnica, posição e alma de jogador a sério.

O confronto com o Porto teria tido outro desfecho se não fosse a lesão do Castro (que, aproveito para referir, está mesmo lesionado). Com esta, o prof. Vingada teve que proceder a alterações difíceis, uma vez que há falta de centrais. Seguiu-se a saída de Ezequias para a entrada de N' Doye, que está a decepcionar. Veio como "craque" e afinal não é mais que um "croque" (vamos supor que esta palavra existe, para funcionar o trocadilho). Ezequias estava com bom ritmo e o jogo da Briosa quebrou com a sua saída. Mais tarde, Luciano entrou para conferir ainda mais lentidão ao lado direito da Briosa.

Este jogo veio complicar as contas da Briosa que, tem agora sómente um central disponível. Nos próximos jogos vão ter lugar algumas improvisações que, espero, sejam mais coerentes do que largar o P. Adriano no meio da área.

Mas, como disse Nelo Vingada à imprensa, "Vamos sair da molhada"

Deixo, já agora, uma nota.
Nota:
Dário NÃO tem lugar na Académica. Esse senhor é hoje uma sombra do que foi nos anos de Briosa.

Balanço


A vigésima sétima jornada da Liga Betandwin ocorreu sem surpresas de maior, com Benfica, Porto e Sporting a não desiludirem e vencerem.

O jogo do Benfica fica irremediavelmente marcado pelo golo madrugador e solitário do “striker” Nuno “golos” (malta, é uma piada). A vencer desde o primeiro minuto o glorioso limitou-se a controlar as operações não dando azo ao Braga de fazer muito mais pelo empate. De salientar os primeiros 20 minutos do jogo, pois são verdadeiramente “à campeão”! Léo, Simão e principalmente Manuel Fernandes mostraram-se em boa forma, tendo sido protagonistas de boas jogadas.
Koeman foi inteligente na gestão de esforço da equipa, poupando Nelson, Petit e Geovanni, pena que Miccoli não tenha voltado aos relvados de modo a dar o seu contributo contra os catalães…


Sobre o jogo da briosa, começo por criticar directamente a politica de venda de bilhetes para os jogos grandes. 13 Mil pessoas para um académica porto é muito pouco. Os bilhetes continuam caros, os erros informáticos sucederam-se e não se percebe como um sócio só tem direito a um bilhete! Estas práticas associadas a um fraco espectáculo levam que os “mega” estádios construídos continuem sem qualquer rentabilização desportiva. Penso que académica deverá apostar em cativar o público como eu, que não sendo sócio da briosa (pois não é o meu clube), gosta de ir “à bola” apoiar a equipa da sua cidade.
O jogo em si, foi fraco, com poucas oportunidades e nenhum futebol minimamente atractivo, em suma, uma típica partida portuguesa. A académica mostrou-se organizada defensivamente e a meio-campo mas evidenciou uma falta de talento e engenho que a impede de voos mais altos. Apesar dessa boa organização, "os estudantes" não conseguem chegar com perigo às balizas adversarias porque normalmente o ultimo passe é péssimo e a jogadores como Joeano ou Gelson falta a classe para sentenciar os desafios.
Uma última menção a Pedro Silva, este jovem nem é mau jogador se não fosse tão individualista e se não passasse todo o tempo no chão, muitas das jogadas perigosas passaram pelos pés deste lateral brasileiro que se quiser continuar às ordens de Nelo Vingada terá que se esforçar para não cair em cada contacto físico que tem.

O porto,na minha modesta opinião, joga muito pouco para ser campeão. Mostrou ontem que é uma equipa banal sem rasgo, com um futebol directo pouco apoiado. Creio que muitos adeptos portistas exageram nos elogios que fazem aos seus jogadores e nas criticas endereçadas a Co Adrianse.


A liga aproxima-se do fim, neste momento Porto e Sporting discutem o almejado titulo, o Benfica sonha com a presença nas meias finais da liga dos campeões, Boavista Braga e Nacional lutam por um lugar europeu, em Setúbal já só se pensa na final da taça, para o Penafiel acabou a época e para o resto das equipas começa a derradeira batalha pela permanência no principal escalão do futebol português…

Labels:

Saturday, March 25, 2006

É Amanhã



Estarei vivo? Estou, com certeza, mas com pouco tempo para estas vidas.
Depois de, na pretérita semana, não ter tido possibilidade de escrever sobre o jogo em Guimarães, bastante bom, por sinal, devido a impossibilidades, vá la, geográficas, eis-me de volta a este espaço. Como é óbvio, o meu tempo de ausência será descontado no meu salário, e em férias futuras, possivelmente.

Amanhã, pelo Calhabé, a Académica defronta o líder isolado da liga Bet and Win, Galp Energia, Axa Seguros ou lá como lhe chamam agora. Depois desse valoroso jogo em Guimarães, os estudantes vão lutar para amealhar mais pontos para escapar à descida e, quiça, almejar à Europa. O Porto vem de um jogo exacerbadamente cansativo para a taça que, por outro lado, venceu, aumentando mais o seu momentum de confiança. Vai ser um jogo difícil, sim senhor, mas com a Académica a jogar bem, e sem arbitragem violentamente perniciosa, creio que poderemos assistir a um bom espectáculo de futebol.

Ah, e já que há tanta polémica lá sobre esse lance com a bola a tocar na mão do Pepe dentro ou fora da área não sei de quem, procurei um bocado e desencantei esta foto d'
O Jogo.


P.S.: A mim, que sou eu, parece-me que não é penalty.

Thursday, March 23, 2006

Festa da Taça semi final:

Bom jogo que se assistiu no estádio do dragão esta noite. Frente a frente as duas equipas em melhor forma da Liga Betandwin prometiam pelo menos um espectáculo tacticamente interessante. Não ficaram com certeza defraudadas as 50 mil pessoas que se deslocaram às “antas” para ir ver esta semi-final da taça de Portugal.
O domínio do jogo não pertenceu a nenhuma das equipas, havendo períodos em que Sporting esteve melhor alternando com períodos em que o futebol azul e branco se superiorizou!

A história do jogo toda a gente sabe, golos, só no prolongamento e pelos inevitáveis Liedson e McCarthy. O primeiro tento foi leonino após falha individual de Marek Cech mas a resposta portista surgiu 4 minutos depois com um grande golo do internacional sul-africano!

Passemos a analisar os pontos positivos do jogo:

Do lado do Porto, Paulo Assunção foi uma “carraça” no meio campo, Quaresma não foi brilhante mas foi essencial ao ter assinado um magnífico cruzamento para o golo do empate, Bosingwa apesar de ter sido expulso efectuou cortes providenciais .McCarthy merece uma menção pelo golo que marcou e por fim Vítor Baía, deu uma “bofetada de luva branca” nos mais críticos rubricando uma exibição de excelente nível, provou que velhos “são os trapos”!

Do lado do Sporting, destacaram-se: Liedson, Sá Pinto e Deivid, sempre muito raçudos deram muito trabalho à defensiva azul-e-branca, Tonel pauta a sua exibição pela segurança defensiva e por fim Ricardo demonstrou mais uma vez que está em grande forma.

Importante, é também realçar o magnífico fair-play vivido nas bancadas, foi um palco digno do encontro com adeptos das duas equipas a conviverem pacificamente ao longo dos 120 minutos, pena que o mau tempo não tenha ajudado a abrilhantar a “festa da taça”.


Pontos negativos:


Meio campo do futebol clube do Porto, Lucho Gonzalez foi uma sombra daquilo que costuma ser, com uma missão mais ofensiva não foi capaz de ser o criador de jogo que o técnico Co Adrianse pretendia. Esta descoordenação meio campo defesa levou a algumas situações bem perigosas que não foram devidamente aproveitadas pelos avançados leoninos…A excepção foi o golo de Liedson que Nani aproveita um erro individual do lateral eslovaco.

Penso que o arbitro, o sr. Olegário Benquerença, foi muito peremptório no capítulo disciplinar tendo a meu ver poupado as expulsões de Bosingwa e Caneira logo nas entradas que lhes valeram o primeiro amarelo. Outros erros menos graves, mas que demonstram a falta de nível deste árbitro, como o amarelo a Nani ou uma série de foras de jogo em que pára o jogo não dando a devida lei da vantagem!


Creio que foi um bom jogo, equilibrado em que a vitória poderia ter tendido para cada um dos lados. Pena que o Sporting pelo segundo ano consecutivo tenha perdido na marca de grandes penalidades, e pelo segundo ano consecutivo tenha perdido num bom desafio de futebol. Os caprichos da lotaria dos penaltys são assim mesmo, a equipa mais fria ganha, e a outra apesar de tudo ter feito para ter saído com um resultado positivo acaba por ser eliminada.





PS. Sobre a possível mão na área de Pepe confesso que não vi o lance, mas pelo que ouvi é de facto penalty!

Abraço…

Labels:

Wednesday, March 22, 2006

Ahahaha

"António Linhares condenado por crimes de abuso fiscal
O antigo presidente do Salgueiros, José António Linhares, foi esta quarta-feira condenado pelo tribunal criminal do Porto a pena de 12 meses de prisão suspensa por cinco anos, e ao pagamento de 71 mil euros à Segurança Social, juntamente com o clube, por crimes de abuso fiscal.




O antigo líder do Salgueiros refuta as acusações de que é alvo e considera ser «uma aberração» a decisão do tribunal.

Em Novembro de 2002 pagámos 412 mil euros, correspondentes a ¼ da dívida até essa altura (1 milhão e oitenta mil euros). Como é possível que agora me acusarem de estar por pagar os anos de 1995 e 1996? É de bradar aos céus. A acusação que me é feita é de não ter pago em 1995, mas nesse ano foi quando fui eleito presidente do Salgueiros», declarou Linhares, incorformado com a sentença.

«Em 2002, depois de pagar ¼ da dívida, que era de 1 milhão e oitenta mil euros, fui acusado de faltarem 36 mil euros, e de repente, na leitura da sentença, sou acusado de dever 71 mil euros juntamente com o Salgueiros. Não tenho explicação para isto, é um aberração e não estou conformado», rematou."
in bola online



Só nos podemos congratular pela detenção deste mânfio! Pena que seja o único a ir "dentro"!

Labels: ,

Monday, March 20, 2006

Crónica de um passeio atribulado pelo vale do ave.....

Mais uma vez, o Benfica teve sérias dificuldades em marcar um golo, mais uma vez o salvador deu pelo nome de Pedro Mantorras…A história parecia repetir-se, bom futebol, ataques constantes, domínio claríssimo do jogo mas golos nem vê-los…Tem sido assim a sina do Benfica nos últimos 3 jogos! Porém o festival de golos falhados foi terminado, de forma especular, pelo “mago do golo” que em apenas 12 minutos em campo, resolveu…
Nota positiva, para além do regresso aos golos de Mantorras, Léo é neste momento o melhor jogador encarnado; defendendo com segurança e atacando exemplarmente, dando grande apoio a Simão, sem dúvida um elemento mais da equipa. Para além do lateral brasileiro, Manuel Fernandes e Petit ,sempre muito trabalhadores não deram grandes veleidades a equipa Vila-condense, que surpreendeu pela organização a meio-campo, tendo o veterano Niquinha como melhor jogador.
Nota negativa, Finalização do Benfica…não mostrou sinais de melhoria, antes pelo o contrário, foram desperdiçadas boas oportunidades com Simão, Manduca e principalmente Nuno Gomes a serem pouco expeditos na hora da finalização.


O árbitro, para mim, tem nota positiva, apesar do golo benfiquista ser de facto falta, mas é preciso ressalvar que “pé em riste” é raro ser assinalado e se não fosse o sapientíssimo Jorge Coroado a dizê-lo ninguém se lembraria. Sobre a bola que foi introduzida na baliza encarnada, nem me arrisco a dizer golo anulado, pois o fiscal invalida o lance ainda antes da bola entrar, só posso dizer que pode ou não haver erro da equipa de arbitragem. Não é fácil julgar aquele lance, e por isso dou o benefício da dúvida a todos os árbitros que erram ao julgar uma determinada jogada…


Há por ai vozes que exclamam abertamente que o Sport Lisboa e Benfica é indignamente “levado ao colo” pela APAF, pela liga, pela FPF. Creio que estas vozes se baseiam no jogo de ontem,pois é certo que são lances dúbios mas dai a afirmar que o Benfica é escandalosamente ajudado, vai uma enorme difrença! Como já disse,este tipo de atitude, anti-desportiva, só demonstra uma mesquinhez e um provincianismo típico de algumas facções moralmente menos bem formadas.

Muitas das más arbitragens por aqui comentadas, são "concebidas" depois dos jogos: pela opinião pública, pelos jornais (o record atribuiu nota 1 a Paulo Paraty) e principalmente pelos dirigentes e treinadores. O problema das arbitragens,julgo que está no campo, onde os jogadores jogam feio e para os lances polémicos em vez de se preocuparem com o espectáculo. Este dita “crise” está na maneira como cada um, tendenciosamente, olha para os jogos, o problema das arbitragens para além de técnico e por vezes fraudulento ,é a meu ver, cívico.


Abraço!

Labels:

Sunday, March 19, 2006

O mago do golo


Amanhã escreverei algo sobre a vitória justa mas difícil do Benfica...para já Força Mantorras, Força Benfica!!

Labels:

Friday, March 17, 2006

5 jogos míticos!





Após alguma reflexão decidi deixar aqui, na minha opinião os 5 jogos mais espectaculares da história do futebol...A falta de cultura não me permite fazer melhor mas se alguém se lembrar de algum jogo que mereça figurar neste Top 5 , aceito todas as sugestões….


1- Barcelona X Atlético de Madrid (5-4), 23 de Março de 1997: O jogo do século


Quem viu este jogo na meia final da taça do Rei de 97 assistiu com certeza a um dos mais espectaculares jogos da história do futebol. A partida disputada entre o Barcelona de Bobby Robson, de Figo, de Ronaldo, Luís Enrique e de Vítor Baía e o Altético do contorverso Gil y Gil. Os dois internacionais portugueses estiveram em foco tendo o segundo acabado os 90 minutos lavado em lágrimas por ter sido acusado“culpado” em 3 dos 4 golos da estrela da noite, o sérvio Pantic. O atlético chegou ao intervalo a vencer por 3 golos sem resposta mas o uma segunda parte frenética permitiram que a equipa “culé” ganhasse o jogo por um incrível 5-4!! Quando Pizzi deu a estucada final nas hostes madrilenas concretizou uma das mais espectaculares reviravoltas de sempre…Lembro-me de ter visto este jogo como se fosse hoje, lembro-me que ainda hoje este jogo me marca e me faz acreditar mesmo que todos os indícios me digam o contrário….



2- Argentina X Inglaterra(2-1), A “mão de Deus”



Há quem diga que os jogadores não ganham jogos sozinhos mas nos quartos de final do Mundial do México de 86 Diego Armando Maradona provou o contrário, esta partida foi a consagração máxima de um “deus” vivo do futebol, a obra prima de um génio. O astro argentino resolveu a partida com dois golos que ficaram para a história o primeira marcado com a mão após a saída mal calculada de Peter Shilton, o segundo uma incrível corrida de mais de 50 metros antes de desfeitear pela segunda vez o guardião britânico…A organização da equipa de Robson, Shilton e Lineaker foi derrotado pela “mão do diabo” de Maradona.






3- Bayern Munique X Manchester United(1-2): A sorte de ter Beckham



Corria o minuto 91, o golo apontado por Mário Basler dava ao conjunto Bávaro a liderança de uma final até ao momento fraca. Os dois minutos de compensação dados pelo árbitro nada faziam prever o resultado final, o Manchester carregava e conseguiu um pontapé de canto, que poderia salvar a equipa Britânica, reza a lenda que David Beckham o talentoso médio direito do United viu responsáveis da UEFA a transportarem a Taça com as cores do Bayern, Beckham em fúria coloca a bola na cabeça do gigante guardião, Peter Shemeichel, que serve da melhor maneira Teddy Sheringham para fazer o empate…Parecia que tudo indiciava prolongamento mas por mais uma vez os espectadores se enganaram, na jogada seguinte Ole Gunnar Solskjaer virou o resultado para 2-1!!! Foram os dois minutos mais rentáveis da história….nunca se tinha visto tamanha reviravolta numa final europeia! Fica para a história a vitória dos “red devils” que igualam a façanha de 68, que faz com que Alex Fergunson se torne tão importante no seu clube como Matt Bushby, Bobby Charlton ou George Best.

4- Liverpool X Ac Milan (3-3): 6 minutos loucos

6 Minutos bastaram para o Liverpool restabelecer uma igualdade a 3 golos que tinha sido desfeita logo aos 2 minutos com um golo do veterano Maldini. Aos 59 minutos poucos (incluindo Rafa Benitez, o espanhol que já tinha eliminado o super-favorito chelsea) acreditariam na vitória “red” contudo Steven Gerrard, Luís Garcia, Xabi Alonso e companhia mostraram que os jogos só acabam quando o árbitro apita!
A estrela do jogo, foi o guarda-redes polaco Jerzy Dudek que após uma série de excelentes defesas nega o penalty decisivo à estrela rossonera, Andryl Shevchenko. Depois da tragédia de Hesley em 85, o Liverpool recupera a grandeza de outros tempos liderado por um espanhol chamado Rafa Benitez…











5- Alemanha X RFA : Final do campeonato do mundo 74



Dizem os críticos desse tempo que a maior injustiça da história do futebol foi a Holanda de Neeskens e Cruiff nunca ter ganho nada. Dizia-se que era impossível ganhar a equipa com tamanha qualidade e que o “futebol total “ de Rinus Michels era muito dificil de parar. O que é facto é que a Holanda depois de tão brilhantemente ter afastado a Argentina e o Brasil perde contra RFA de Beckanbauer e Gerd Muller por 3-1 sem resposta…
Um choque para todos os amantes do futebol que viam a selecção dos países Baixos a herdeira do Brasil como melhor selecção do mundo…Johan Cruiff o melhor jogador europeu de todos os tempos afirmou”já me perguntei muitas vezes se trocaria os elogios que recebemos pelo título em si mesmo, sinceramente não creio que trocaria”. Fica então o tributo a essa selecção mágica que apesar de não ter conquistado rigorosamente nada marcou uma era…Fica para a história o 4-3-3 e o show-de-bola à europeia…

O jogo ficou marcado por extrema eficácia germânica e uma solidez defensiva incrível, tendo sobressaido Frans Beckanbauer, o "kaiser", este libero liderou as hostes alemãs contra o poderio ofensiovo holandês que apesar de ter começado a ganhar acabou por perder...



Este top 5 é só uma sugestão....

Labels: ,

Thursday, March 16, 2006

Bonito Bonito...era dar o litro

Após o nosso caro leitor, Diogo, me ter lançado o repto de começar a analisar os jogos do Benfica, cá estou eu para fazer o que não gosto mas que têm que ser feito. Começo esta série de crónicas com o jogo da taça em que o Benfica defrontou o vitória de Guimarães.



Creio que o jogo de ontem foi um exemplo. Um exemplo a não seguir, um exemplo de um jogo que envergonha o futebol, um exemplo de como o anti-jogo pode ser levado a extremos que prejudica de forma inequivoca o espetáculo. Tenho pena, pena que o Benfica tenha sido eliminado não por uma equipa capaz de defender e atacar, de construir jogo e produzir algum futebol. Não, o Guimarães chegou ao golo através de um golo irregular, e depois disso limitou-se a perder tempo quase sempre com a conivência do Sr. Jorge Sousa, um péssimo interveniente ao longo dos 90 minutos.

O benfica foi sempre superior tendo Nelson, Manduca e Manuel Fernandes como as suas unidades mais esclarecidas. Ao longo de todo o jogo os ataques sucederam-se mas as pretensões encarnadas esbarraram sempre num inspirado Nilson(parecia o Dudek na final da liga dos campeões), que fez um par de excelentes defesas, algumas consideradas quase impossiveis.

É com pena minha, que me vejo a referir o árbitro nesta crónica mas a sua influência no jogo é por demais óbvia sendo impossivel não criticar o modo como dirigiu a partida. Infelizmente para todos nós, não só os Benfiquistas mas p todos os adeptos do futebol aquilo que se passou no estádio da Luz deveria ter sido evitado pelo sr. Jorge Sousa. Não são os casos polémicos que me chocam , o golo é irregular e o Cléber é muito mal expulso, já que Petit(atitute completamente condenavel por mim) simula uma agressão. O que realmente me choca foi a forma indigna como os jogadores vimaranenses queimaram tempo e o árbitro nada fez para terminar com aquela palhaçada,um ou dois vermelhos teria por certo acalmado a situação. è triste. Triste que mesmo amarelados a sua atitude não tenha mudado.Triste que tudo quanto é podre no futebol tenha vencido...Enfim,

Todos os adeptos benfiquistas esperam agora que a presença na liga dos campeões salve esta época que teve tantos pontos altos como de baixos.

Labels: ,

Wednesday, March 15, 2006

Académica 0 - 2 Sporting



Ora, a Académica perdeu no ECC com o Sporting Clube de Portugal no jogo respeitante aos quartos-de-final da Taça de Portugal por dois tentos sem resposta. Os golos foram de Deivid e Nani.
Não haverá grande coisa a dizer. Penso que a Académica jogou de igual para igual com os de verde, tendo sido algo perdulária na finalização. Destaque para as boas movimentações de Ezequias, Gelson, Brum e Zé Castro que contribuiram para o bom desempenho dos capas negras. De assinalar um penalty não marcado contra o Sporting cerca do minuto '93, que poderia ter resultado num volte-face do jogo.
Qualquer coisa acrescentarei amanhã, que agora me falta o tempo.
Saudações Académicas.

Tuesday, March 14, 2006

Venha a Taça



Amanhã recebemos de novo a lagartada. Espero que os responsáveis pela organização da partida não tenham o mau gosto de tolerar misturas dos ditos "sócios" com o cachecol esverdeado e o porta chaves da Académica, que se levantam a aplaudir a expulsão do Pedro Roma. Todos para o fosso(antigo peão)!
Quanto ao resto, muita sorte na preparação de mais um passo para o Jamor e QUE GANHE A BRIOSA!

Um onze muito histórico

Guardião: Zach Thornton, alguma vez alguém o viu?

Sector Defensivo: Gary Charles, (um talento) Paulo Madeira( celebrizou-se pelos seus longos cabelos, pelas chuteiras vermelhas e pouco mais) Sérgio Nunes( um defesa à antiga) Roberto Rojas( compete taco a taco, com Escalona, Uribe, Diogo Luís, Toni ou Steve Harkeness como o pior lateral da história encarnada)


Miolo: Dois donos da bola, Michael Thomas e King (para verem a qualidade destes dois tive que abdicar de nomes como Beto ou Andrade)

Alas: Carlitos (sem comentários) Dean Saundress( alguém se lembra deste galês que veio directamente do Sheffield Wednesday da II divisão inglesa?)

Avançados: Martin Pringle( brilhante carteiro sueco que aterrou por acaso em Lisboa que acabou a jogar à bola) e Marcel(o)( possante avançado que todos os anos marcava golos para todos os gostos, mostrou a sua veia goleadora também na Académica onde realizou uma série de boas épocas)

Treinador: Toni, a página mais negra da história benfiquista foi escrita por este senhor…especialista em penaltys e livres directos…o mestre do “garrafão”! nem heycness,wilson, Manuel José ou Souness foram piores!

Banco:

Carlos Bossio...também conhecido pelo gigante das mãos de manteiga, pior que ele só mesmo Ivica Kralij,"o cubo de gelo" portista
Argel... mesmo mau
Paulo Almeida....idem
Beto...o acontecimento desportivo do ano ocorreu no estadio da luz quando este jogador marcou um golo ao...Man United, rivaliza com o milagre de Fátima
Sabry..saiu do anonimato com o golo marcado ao Benfica...e fica para a história a maneira como silenciou alvalade com um livre directo. Mais do que isto...fintas, e problemas com os treinadores...
Rusfeld...chegou viu... e voltou-se a ir embora
Tote...quem nao tem dinheiro vai ao..Tote


Pois é, até o Benfica comete erros de casting, esta foi só uma pequena selecção a priori sem investigação e sem grande tipo de reflexão. Se quiserem deixar algumas sugestões, força, sou todo de ouvidos já que nos últimos anos, os “grandes” jogadores que passaram pelo estádio da Luz foram mais do que aquilo que se esperava!



Abraço, e saudações benfiquistas




P.S. Lembram-se do Maniche? um jovem extremo que chegou a capitão, e do Pepa, Rui Baião,Sousa ou Ricardo Esteves? Bruno Basto? Mawete Júnior? Ainda dizem que a formação do Benfica é má….

Labels:

O Jogador...




o Marcel é bom de bola!Vai tar no escrete!Vão VER!!!Ele até saiu da académica porcausa disso mesmo!


Quem vai marcar os golos? O Jogador....qual jogador?Aquele Brasileirote que o Benfica foi buscar à Académica por uma pipa de massa...é bom jogador ele, é é!Em poucos jogos já fez esquecer goleadores do meu tempo!O Aguás, o Torres, o Eusébio, o Artur Jorge, o Magnunsson! E agora o Marcel...Sim sim é uma boa aposta do nosso presidente!grande homem, trouxe o orgulho de volta a família benfiquista!os 8 pontos de avanço?acredito, e possivel! o empate contra a naval?azar!o barcelona e boa equipa mas não está á altura do glorioso não...não está nada!Ah.....Viva o Vieira...e SLB SLB GLORIOSO SLB!

Labels: ,

Saturday, March 11, 2006

Ganhou o menos mau

Nesta tarde, a Académica enfrentou o último classificado Penafiel, precisando dos 3 pontos como Fernando Mendes de bolos (um abraço para aí Fernando, que eu sei que tu me lês) para conseguir estabilizar a sua situação classificativa.
O estádio apresentava-se bastante vazio (6 000) mas, vi, na central B, um grupo de capas e batinas como já não se via há algum tempo. Quiça inspirada pelos de negro das bancadas, a Briosa começou mais forte, a dominar a fraca equipa penafidelense. Com muita posse de bola, apenas o último passe parecia não surgir. Joeano, Pedro Silva e Gelson, entre outros, iam aquecendo a pontaria, não acertando, contudo, no alvo. Mesmo em cima do términus da primeira parte, Joeano falhou por pouco a baliza, acertando no poste da baliza de Nuno Santos.
A segunda parte começou da melhor maneira. Antes de completado o primeiro minuto de jogo, já as redes dos de Penafiel balançavam, dançando ao ritmo do portentoso remate de Filipe Teixeira que, depois de um ressalto, apanhou a bola no ar e a disparou para lá dos postes.
A vencer 1-0, a Académica ficou mais retraída, Nelo Vingada não mexeu na equipa, e o Penafiel tornou-se mais perigoso. Com o desenrolar do segundo tempo, a Académica foi retomando o controlo, tendo mesmo sido mal assinalados alguns fora-de-jogo, algumas leis da vantagem mal concedidas, o normal, portanto. No fim do jogo, a vantagem podia ter sido aumentada, mas Serjão, entretanto entrado, perdeu uma boa oportunidade. Ainda houve tempo para Filipe Teixeira ver um cartão vermelho, o que o impossibilita de jogar frente ao Sporting para a taça (em princípio, dependendo da reunião da comissão de disciplina).

+:
- A Académica ganhou.
- O golo de F. Teixeira foi bonito.

-:
- A equipa jogou muito pouco. Se a equipa adversária não fosse quase uma ofensa ao título de profissional, o resultado teria sido outro.
- Mesmo havendo bilhetes grátis, houve muito pouca afluência de público ao estádio. Para uma cidade como Coimbra, ter 6 000 pessoas no jogo da equipa local é muito pouco!

Friday, March 10, 2006

HAHAHAHA

Pior é impossível

Não podia ter sido pior, o Benfica vai jogar contra o gigante Barcelona nos quartos de final da Liga dos Campeões..É um facto que o glorioso já eleminou o campeão europeu mas sejamos realistas, não estamos à altura desta equipa que para mim é a melhor dos ultimos 10 anos...Se alguém se lembrar de alguma melhor que diga sff..Estamos tramados, só espero que o Ronaldinho e companhia não estejam em forma no dia em que defrontarem os encarnados...


Vamos tentar cair de pé...e se queremos ter alguma esperança os jogadores vão ter que deixar a pele em campo!!!Força BENFICAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!

Wednesday, March 08, 2006

Que nos campos a vibrar sao papoilas saltitantes!






Já está!!!!O Benfica garantiu à minutos a passagem para os quartos de final da mitica prova continuando a deixar o bom nome de Portugal pelos relvados europeus. Uma vitória quase histórica, já que nenhum clube português havia vencido o ainda campeão europeu em Anfield Road...Num jogo emocinante em que o Liverpool começou melhor com boas oportunidades de Carragher e Luis Garcia foi o Benfica que se adiantou no marcador através do capitão, Simão Sabrosa, que com um golo soberbo calou os adeptos "beatles" que insistiam em assobia-lo! O golo da tranquilidade benfiquista surgiu aos 89 minutos após uma grande "bicicleta" do internacional italiano Fabrizio Miccoli que assim carimbou o passaporte encarnado para os quartos de final! Agora, apesar de os nossos possiveis adversários serem as melhores equipas do mundo, ficou provado que podemos vencer qualquer um...


Sem dúvida que hoje o Benfica mostrou todo o seus potêncial, se jogasse assim sempre não haveria concorrência dentro de portas viesse Porto, Sporting, Nacional, Braga, quem quisessem! Mais, arrisco-me a dizer que o futebol clube do Porto em 2004 não conseguiu nenhuma vitória tão brilhante como esta! Por isso, apesar de tudo que te tenho criticado, hoje calas-te-nos a todos,obrigado Ronald Koeman por teres recuperado a grandeza de outros tempos!!!!!

Labels:

Metes Nojo!



"Metes nojo" o Terry, o Ricardo Carvalho e o Mourinho bem podem dizê-lo...Já não é a primeira vez que venho aqui elogiar as qualidades deste "astro" brasileiro. Para mim estamos perante o melhor jogador do mundo, e não ponho isto em causa...nem Ronaldo, Shevechenko, Rivaldo,Totti,Cantona,Figo nem mesmo Zidane, nenhum deles se compara a Ronaldinho Gaúcho o maior talento que alguma vez vi pisar um campo de futebol.







Recordo que não sou do tempo de Maradona, Garrincha, Pélé, Cruiff, Van Basten, Meazaa ou Eusébio

Labels:

Monday, March 06, 2006

venham mais três!

Boa tarde a todos! Com o devido e habitual atraso (desta vez justificável...), cá me apresento para fazer o resumo e expor o meu parece acerca de mais três pontos arrecadados pela minha Briosa! Estou sem computador, logo, não tenho tido hipótese de elaborar os textos que queria.
Fala-se na melhor exibição da época. Pelos vistos, três pontos com sabor agradável. Acabo, aliás, de reparar que o nosso campeonato está “maluco”. Temos o Penafiel mesmo no fundo da tabela “por baixo de” nove equipas com pontos compreendidos entre 26 e 32, sete dos quais com 27 pontos...(tendo em conta que duas delas se defrontam hoje às 20h 30). Acima deste semi-campeonato (que vai do 8º ao 17º classificado), tudo pode acontecer. Acima desta linha, encontra-se o Vitória de Setúbal em oitavo, com 39 pontos e o s restantes candidatos às provas Europeias (sim, o Setúbal, embora venha de uma séria crise ainda se encontra matematicamente habilitado a entrar em provas Europeias). Este cenário dá um sabor mais forte e intenso ainda a estes pontos conquistados em Leiria.
Uma vitória justa, com dois golos: o primeiro de Filipe Teixeira, o melhor atleta em campo aos 36, outro do Goleador por excelência, o grandioso Joe (não Joe Cole, mas sim...) Joeano. Destes golos, e da preformance academista, encontramos uma descrição mais detalhada no texto do Miguel.


O árbitro não foi o elemento turvo da partida...pelos vistos quase nada a assinalar na sua actividade. Pode, no entanto, quem quiser, vir crucificar-me e tudo mais (longe daqui, se possível...), porque o episódio que vou abaixo descrever é verdadeiro e posso assegurá-lo por ter sido testemunhado por pessoas da minha extrema confiança, amigos meus e amigos da minha família. O episódio que descrevi não foi descrito pela imprensa, não percebo se propositadamente, se equívocamente pel’A Bola. O Record e O Jogo não consultei ainda. No entanto, A Bola apresenta a ilustrar o texto “Selecção A é sonho” uma imagem que se insere perfeitamente na situação abaixo, podendo ilustrá-la também, já que os gestos que Pedro Garcia fazia na fotografia coincidem com a descrição do texto que vou apresentar. O texto foi publicado n’Os Pardalitos do Choupal e o seu relato coincidia rigorosamente com o testemunho que me tinha sido transmitido anteriormente (confesso que também eu nem queria acreditar...); o reconhecido blogue acompanha a Briosa sem descanso; encontrava-se a quase totalidade dos seus colaboradores no feio e colorido estádio leiriense. Passo desde já a citar:

Quem estava na bancada (peão) do lado deste VIGARISTA, pôde ver algo que sinceramente em 40 anos que tenho de futebol, NUNCA VI!!!
O dito fiscal de linha (estava eu com o Santarino e o João Mesquita, que podem testemunhar COMO MUITA OUTRA GENTE, António Augusto, etc...) ao ser apupado pelo público da Briosa ao anular o golo limpo da AAC/OAF, tem a seguinte atitude:
- Faz durante, (à vontade!!!), 10 minutos (sempre que se aproximava do sítio onde estávamos) gestos obscenos, com a mão nas partes baixas, e pior, põe os dois dedos (indicador e médio) para baixo a indicar que desceríamos de divisão. A rir-se, a gozar com quem paga bilhete, o grandessíssimo CABRÃO (perdoem o termo mas não encontro um mais suave)DELIBERADAMENTE fez este gesto (descida de divisão) a rir-se e a marcar PERMANENTEMENTE FALTAS CONTRA NÓS E A GOZAR COM O PÚBLICO.
Muita gente ficou indignada ao ponto de se fazerem telefonemas a alguns órgãos de comunicação social, para tirarem fotos do VIGARISTA, de forma a podermos ter provas para o irradiar.
Não sei se alguém o conseguiu fotografar, mas desde já peço ao meu amigo João Mesquita, como grande jornalista que é, que difunda e divulgue esta pouca vergonha na comunicação social a que tiver acesso.

Tirando esta NOJENTA parte, a Académica acaba por marcar por Filipe Teixeira, num golo soberbo. Só não foi anulado por não haver hipótese para tal!!!

in www.pardalitosdochoupal.blogspot.com
Perante estes factos, não vejo argumentos para concluir nada mais que certos erros de arbitragens se devam a algo mais que enganos, a menos que as capacidades psiquiátricas deste infeliz se encontrem já num profundo estado de degradação. Para além do mais, foi o mesmo ser vivo que protagonizou todo este circo que, segundo a estação de rádio de Leiria procedeu à incorrecta anulação do golo de Zé Castro. Repito, não estou a expressar a minha opinião, estou a fundamentar o meu pensamento apenas em relatos da imprensa nacional e leiriense e um testemunho idêntico ao que me foi relatado indivíduos (repito) da minha total confiança. Um sucedido infeliz, que compreendo bem que A Bola não tenha referido por ou estar longe do fiscal, ou até pela gravidade inacreditável da situação aliada à péssima imagem do futebol português que esta “cena de filme” deixa passar.
Zé Castro é apontado como possível substituto do recém-lesionado Jorge andrade, que todos esperamos que recupere bem e depressa, pois todos conhecemos o seu futebol e sabemos o que ele pode trazer a todos.

Finalmente, a pesar da lamentável cena (que pelos vistos não levou ninguém a lugar algum...), foi um bom jogo em que a Briosa jogou em casa; ao ponto ridículo de, no fim do jogo, terem feito sair em primeiro logar os adeptos visitantes e só depois a claque da equipa do Liz. Arriscaria dizer que “jogámos em casa”, não fosse aquele estádio tão feio...
Todo o mérito também para Nelo Vingada que acertou plenamente na estratégia indicada e ideal para o jogo! Muitos parabéns, Académica, é urgente pontuar, é imperativo ambicionar!

também disponível em; www.amesadecafe.blogspot.com

3 pontos + exibição = festa


Ontem, a Académica de Coimbra levou de vencida a União Desportiva de Leiria no Estádio Magalhães Pessoa, em Leiria, claro está, numa das melhores exibições que vi ser protagonizada pela minha equipa no decorrer desta época. Já no jogo do pretérito ano, naquele mesmo estádio, o jogo com a mesma UDL tinha sido o jogo que me tinha dado confiança na possibilidade da manutenção. Este ano, a Briosa voltou a si, num jogo bem jogado, bem pensado, bem estudado.

Nelo Vingada entrou em campo com uma equipa voltada para o ataque. Um 4-4-2, com algumas mudanças, nomeadamente a inclusão de Vítor Vinha no lugar do mágico Ezequias, mas tamb
ém as inclusões de Pedro Silva no lado direito da defesa,Danina baliza e de Gelson na frente de ataque, fazendo dupla com o inevitável Joeano.

A primeira parte foi jogada a bom ritmo, com a Académica num claro domínio das operações, impondo o seu inspirado meio-campo perante os leirienses. Aos 27 minutos, o árbitro auxiliar Pedro Garcia anula um golo a Zé Castro, sem que ninguém perceba porquê. Tratou-se de uma jogada normal, um canto, ao qual o central português, sozinho na área correspondeu com um cabeceamento perfeito. Falam-me de um alegado fora de jogo de Joeano, mas eu não vi o bandeirola (e aqui sem qualquer referência injuriosa ao meu caro Bandeirinha) assinalar tal ocorrência. Até a emissora leiriense atrávés da qual eu acompanhava o jogo admitiu que a Briosa tinha sido "expoliada de um golo".
Do mal o menos, uma vez que, volvidos menos de dez minutos, Filipe Teixeira me surpreende (a mim e a muitos) com um portentoso remate à baliza do Guardião Costinha, do qual resultou o primeiro golo Académico. A supremacia era óbvia. O público (maioritáriamente de Coimbra) delirava.
Ainda antes do interregno, Paulo César vê a cartolina vermelha após uma agressão a Danilo. Outro igual ficou por mostrar, não sei a quem, mas sei que vi outra agressão lá pelo meio.

Se a Briosa foi para o intervalo a dominar, o Leiria voltou dele completamente dominado. A Académica fazia o que queria, Filipe Teixeira brilhante no meio campo, Brum quase perfeito, davam à equipa uma solidez há muito perdida!
Como era de prever, o resultado foi dilatado, por, nem mais nem menos que o fantástico Joeano, que pôs a Mancha a cantar, com mais um golo, desta feita através de um remate a uns bons trinta metros da baliza após tirar um adversário da frente. Dizem que Costinha é mal batido, mas creio que a bola levava um efeito tal que tornava a defesa extremamente difícil.
Até ao fim da partida, a nota foi sempre a mesma. Os estudantes dominaram, os de Leiria tiveram uma ou outra oportunidade menos flagrante, mas foi sempre certo quem sairía dali vitorioso.

No fim da partida achei alguma graça ao facto de a "Frente Leiria" ter ficado retida no estádio, saindo a Mancha primeiro. Penso que já o ano passado o mesmo tinha ocorrido. É para que aprendam a ser bons anfitriões.

Pontos Positivos:
- Ganhámos.
- Filipe Teixeira, Brum e Joeano ao mais alto nível.
- Zé Castro de volta = solidez defensiva. Deu um par de fífias que, felizmente, não comprometeram.
- O apoio à equipa foi muito grande. Lembro-me que no ano passado havia mais gente na zona da Mancha, mas este ano havia muita gente da académica nas bancadas centrais.
- Nelo Vingada acertou na estratégia para neutralizar o Leiria. Pela segunda vez no ano, utilizou Pedro Silva a lateral direito e, pela segunda vez no ano, Pedro Silva fez um bom jogo.

Pontos Negativos:
- O golo anulado. O que se seguiu a essa anulação foi, pelos vistos, um escândalo.Para além de termos sido roubados desse lado do campo, dizem os Pardalitos do Choupal que o tal auxiliar insultou os adeptos, mostrou-lhes "o" dedo e insinuou que a Briosa iria descer. Uma vergonha! Estou para ver o que é que se vai fazer a esse pelintra!
- Hmmmm... pois... acho que não há mais nada deste lado...

Sunday, March 05, 2006

Rapaziada ouçam bem o que vos digo


Tenho reparado que temos um leitor que insiste em defender as cores de um clube, que muito sinceramente pouco contribuiu até hoje para dignificar o nome de Portugal no estrangeiro…


Sei que muitos defendem que em Portugal os clubes se resumem ao Benfica e aos outros. Mas também sei que estas palavras são falaciosas porque para além do Benfica, o Porto já demonstrou que é uma equipa de grande dimensão.
Afirmo isto categoricamente porque eu próprio, benfiquista ferrenho, tenho momentos de anti-portista e tenho inveja de alguns feitos que o clube da invicta tão brilhantemente conquistou há poucos anos. È verdade, assumo-o no dia 26 de Maio de 2004 eu estava a torcer pelo Mónaco como não tenho dúvida que muitos dos portistas estariam na mesma situação que eu se fosse o Benfica a jogar aquela final…

Há quem diga que o sporting clube de Portugal tem um projecto estável, com futuro, e que os outros ditos grandes são “levados ao colo” pela nossa comunicação social. Penso que o autor desta tese não mede bem as suas afirmações.
O sporting é o clube que mais se expõe às crises, chega a fazê-lo de uma maneira ridícula, não foi o presidente do Benfica que veio à televisão queixar-se das arbitragens e arranjar desculpas, como a de culpar o fulano e o beltrano ou então arranjar um suposto “sistema” que iria prejudicar o seu ilustre sporting.

Pena que o sporting, um clube que até poderia ter uma certa piada se não quisesse fugir ao estigma de terceiro clube todos os anos, se reveja como candidato crónico ao título. Deveria apostar na formação, como fez e bem, e não gastar o seu dinheiro de maneira quase absurda em jogadores que não valem metade daquilo que a Sad paga por eles.
Não, o sporting não está no mesmo pé que Benfica e Porto, é triste mas é verdade. A gestão leonina tem sido danosa ao ponto de contratar sucessivos treinadores, lembro Fernando Santos e José Peseiro, que descuidaram completamente a formação que tinha sido iniciada anos antes sob a batuta do único homem que conseguiu dar ao sporting alguma dignidade, Laslo Boloni. Goste-se ou não, o Romeno ganhou um campeonato uma taça e uma supertaça, e lançou para o futebol nomes como Ricardo Quaresma, Cristiano Ronaldo ou Hugo Viana que correspondeu a um encaixe financeiro de quase 40 milhões de euros. Impressionante.

Impressionante foi também a gestão Roquette, tão má, que conseguiu trazer um rol de péssimos jogadores por Milhões, chegaram dezenas de argentinos caros e com pouco nível e destes apenas destoaram Aldo Ducher e Heinze( este ultimo nunca se impôs no clube).


Para terminar, acho que até já dei demasiada importância mas quando não se tem mais nada que fazer escrever um pouco ajuda a clarificar algumas ideias, relembro a todos os sportinguistas a maneira como o capitão, Pedro Barbosa foi tratado e volto a apontar o dedo à falta de fair play e ética desportiva que os grupos de apoio ao sporting tem. São sem duvida os mais arruaceiros, e sem duvida aqueles que mais tem um complexo de pequenez já quem em cada golo marcado pela equipa leonina ouvimos o típico “filhos da puta slb”…

Labels: ,

Friday, March 03, 2006

Aconteça o que acontecer...



Aconteça o que acontecer, este é o Guarda-Redes da minha equipa. Aconteça o que acontecer, este é o responsável por quase metade dos alívios e alegrias que sinto todas as semanas quando, fora ou em casa, vou ver a Briosa ao estádio. Acontaça o que acontecer, venham por aí dizer o que quiserem, ele é um grande Guardião, eu devo-lhe muito, a Académica deve-lhe muito!
Ele teve uma atitude irreflectida. Ele tem 35 anos de vida e sabe o que este acto imperdoável lhe pode vir a custar.
Os podres souberam aproveitar-se do sucedido e expor a realidade cruxificando-o e expondo-o como o único mal intencionado neste teatro "low profile".

Digam, porém, o que disserem, ele é um grande Homem, uma pessoa de temperamento calmo, que só provocações do mais baixo nivel fariam responder daquela maneira. Mesmo quando todo o mundo lançar pedras como se nunca tivesse pecado, eu saberei sempre que o Roma tem um temperamento e uma formação exemplar! Saberei que, ao contrário do que a imprensa viciada tenta dar a comer ao povo, o Pedro não é "o que agrediu violentamente o "pobre" Liedson (volto a lembrar que o cartão amarelo era o objectivo de Liedson, para "limpar" em Barcelos)"; Que o Pedro Roma é um dos mais emblemáticos jogadores da Académica, um Guarda-Redes invejado por todos e que me vejo na obrigação de apoiar, principalmente neste momento em que a todos agrada mandar pedras!

Vai ser castigado justamente (com toda a revolta e magoa que me dá dizer isto...). No entanto, espero que continue corajoso e destemido como qualquer portador do "emblema negro" e acima de tudo um vencedor na perseguição dos seus objectivos.

FORÇA ROMA!